Você encontrou assuntos interessantes neste blog?

terça-feira, 12 de janeiro de 2010

REABILITAÇÃO DO PACIENTE COM AVC


Para a maioria das pessoas que sobrevivem a um AVC, a reabilitação é uma das partes mais importantes do tratamento. A reabilitação deve ter início em fases precoces, nos primeiros dias após o AVC, ainda no hospital geral, e, posteriormente, deve ter continuidade numa unidade especializada em reabilitação de pacientes com doenças vasculares cerebrais.

O objetivo fundamental do programa de reabilitação é ajudar o paciente a adaptar-se às suas deficiências, favorecer sua recuperação funcional, motora e neuropsicológica, e promover sua integração familiar, social e profissional. Um programa de reabilitação adequado contribui para a recuperação da auto-estima.

Para os pacientes com AVC extenso e seqüelas graves e pessoas em estado vegetativo, recomenda-se mobilização passiva das extremidades envolvidas e mudanças de posição freqüentes, no intuito de prevenir contraturas articulares, úlceras por pressão sobre as áreas de apoio e trombose das extremidades inferiores.

Os programas de reabilitação incluem a terapia física e ocupacional e a reabilitação cognitiva e da linguagem. Estes programas integram um grande número de profissionais (fisioterapeutas, psicólogos, nutricionistas, professores, professores de educação física, fonoaudiólogos, assistentes sociais, médicos clínicos e neurologistas, além dos profissionais da enfermagem) e, evidentemente, o paciente e sua família.

Os primeiros três a seis meses após o AVC são os mais importantes no processo de readaptação. A maioria dos movimentos voluntários se recuperam nos primeiros seis meses. Linguagem, equilíbrio e habilidades funcionais podem continuar melhorando até dois anos.

Um AVC envolve não somente o paciente, mas também sua família e amigos próximos. Quem sofreu o AVC deve perceber que familiares, amigos e pessoas próximas são inseridas, na medida de suas possibilidades, ao programa de reabilitação.

Treinamento nas Atividades de Vida Diária

Atividades de vida diária (AVD) são aquelas realizadas no dia-a-dia de uma pessoa, tais como alimentação, vestuário, toalete, banho, transferências da cadeira e para a cadeira de rodas, locomoção, comunicação e interação social. O treinamento nas AVDs implica a adaptação à condição atual e às seqüelas que o indivíduo apresenta (hemiplegia, déficit de coordenação e equilíbrio, alterações cognitivas e visoespaciais, entre outras).

Uma avaliação detalhada da realização das atividades para facilitar o treinamento e acompanhar a evolução dos ganhos é necessária. Além de avaliar a capacidade de realizar ou não uma determinada tarefa, avalia-se a necessidade de supervisão ou assistência, o tempo gasto para realizar cada tarefa e a necessidade de adaptações e modificações no ambiente.

Os indivíduos são estimulados a realizar as atividades de forma mais independente possível, dentro de sua nova condição motora e cognitiva. O treinamento na alimentação é necessário nos casos de troca de dominância (devido a hemiplegia), déficits de coordenação e motricidade e alterações visoespaciais. Algumas adaptações podem ser utilizadas, como por exemplo, engrossador de cabo do talher, pulseira de chumbo (indivíduos atáxicos), prato com ventosa, borda para prato, copo com tampa e estímulo visual na borda do prato (alterações visoespaciais).

O treinamento em higiene pessoal inclui escovar os dentes, pentear o cabelo, maquiar-se, fazer a barba, lavar o rosto e tomar banho. Dependendo das seqüelas, pode-se usar algumas adaptações como bucha com cabo alongado, luva adaptada para sabonete e barras de segurança no banheiro, entre outras.

Com relação ao vestuário, o treinamento pode ser facilitado com o uso de roupas e calçados mais práticos, com elástico ou velcro, uso de gancho e calçadeira com cabo alongado.

A locomoção pode ser facilitada pelo uso de andadores, muletas, bengalas ou através da cadeira de rodas. Para melhor posicionamento, conforto e segurança do indivíduo, muitas vezes são indicadas adaptações na cadeira de rodas como almofadas anatômicas ou cinto de segurança. Pode-se utilizar alguns acessórios, como tábua-mesa adaptada na cadeira para facilitar a alimentação, e desenvolver atividades de destreza manual, como jogos e escrita.

A indicação de andadores, muletas e bengalas para o treino de locomoção depende da motricidade, do equilíbrio e das condições cognitivas do paciente.

A interação social pode ser estimulada através de atividades de vida prática, ou seja, atividades relacionadas à capacidade do indivíduo de interagir com o ambiente e solucionar problemas comuns à vida em sociedade, tais como, fazer compras, limpar a casa, administrar dinheiro e utilizar transporte público.

O indivíduo com AVC pode ter diferentes graus de incapacidade, gerados pela doença e pós acometimento deve retornar ao convívio familiar e social. A TERAPIA OCUPACIONAL realiza atividades em um programa de reabilitação, a reinserção comunitária em seu cotidiano é uma das mais importantes,que esta relacionada a aquisição de materiais necessários do cotidiano (alimentos, roupas, utensílios domésticos, medicamentos) e serviços. É iniciada após avaliação e abordagem das diferentes funções do indivíduo – física, cognitiva, psíquica e social.

As atividades são realizadas em ambientes comunitários como bancos, supermercados, museus, shoppings e parques, conforme o contexto de vida do indivíduo. A TERAPIA OCUPACIONAL avalia a indicação para participação nestas atividades e desenvolve recursos para as possibilidades acontecerem, considerando a situação clínica e funcional do paciente, e objetivos específicos a serem alcançados como:

  1. Treinar a mobilidade na comunidade, através da marcha, com ou sem auxílio-locomoção e/ou órtese de membros inferiores, ou utilização de cadeira de rodas, manual ou motorizada. Isso envolve percorrer terrenos acidentados, subir e descer meio-fio, rampa ou escada rolante, utilizar transporte coletivo, e percorrer ambientes de maior circulação de pessoas.
  2. Treinar atividades tais como fazer compras, pesquisar preços de produtos, efetuar operações financeiras em bancos ou comércio.
  3. Treinar funções cognitivas como orientação temporal e espacial, memória, comunicação, organização e planejamento de atividades.
  4. Treinar enfrentamento, ou seja, habilidade de se adaptar ao contexto dentro da situação atual.

O ganho de independência nas AVDs requer perseverança e um treinamento sistemático diário, além da valorização das aquisições.

O PROFISSIONAL CAPACITADO A REALIZAR ESTA INTERVENÇÃO NAS ATIVIDADES DE VIDA DIÁRIA É O TERAPEUTA OCUPACIONAL.

Procure um profissional habilitado e devidamente registrado pelo CREFITO.


o Voltar ao início

13 comentários:

  1. Isso é fantástico hein!!!!! Amanda -PARANÁ

    ResponderExcluir
  2. Existem terapeutas ocupacionais no sistema SUS na cidade de Rio Claro-SP?

    ResponderExcluir
  3. Caros leitores, pediria primeiramente para assinarem pelo menos os nomes ao final das perguntas.
    Respondendo a pergunta do psedonimo: :), neste ano de 2010 foi realizado um concurso na cidade de Rio Claro(Fundação Municipal de Saúde de Rio Claro-SP)para Terapeutas Ocupacionais, como sou da cidade de Ribeirão Preto desconheço profissionais atuantes na cidade,mas procure a secretaria da saúde de sua cidade e informe-se sobre a existência dos profissionais e os locais onde possa encontrá-los.

    ResponderExcluir
  4. muito bom o Blog. Parabéns.
    Francisco - Montemor-o-Novo, Portugal.

    ResponderExcluir
  5. Obrigada Francisco pelo elogio!
    Abraços.
    Cheila Maíra Lelis.

    ResponderExcluir
  6. Por favor, estou na capital de São Paulo, e preciso, com urgência da indicação de serviços gratuitos e particulares para reabilitação de paciente com AVC.
    Fico muito agradecida com a ajuda.
    Abs. Simone

    ResponderExcluir
  7. Olá Simone ,tenho algumas relações de clínicas particulares , me mande seu email e lhe enviarei todas.Já atendimento gratuito , tente pela Rede Lucy Montoro de São Paulo.
    Abraço.

    ResponderExcluir
  8. Cheila, tb estou precisando de clínicas de reabilitação para pacientes idosos que tiveram avc. Estou na cidade de São Paulo. Vc pode mandar para o meu e-mail: roberta_a_santana@yahoo.com.br

    Obrigada,
    Roberta.

    ResponderExcluir
  9. Cheila meu nome é Rennan sou do rio de janeiro...
    minha tem 54 anos e é hipertensa. recentemente teve seu segundo AVC. gostaria de saber de vc possui relações de clinicas particulares para reabilitação. e gostaria de saber o custo de um tratamento completo.

    ResponderExcluir
  10. OI, CHEILA,
    SOU ANA CRISTINA DERANI, T.O.PRA MINHA FELICIDADE...MINHA EXPERIÊNCIA SEMPRE FOI EM SAÚDE MENTAL, E AGORA ESTOU ME DEDICANDO AO ATENDIMENTO DOMICILIAR E ACOMPANHAMENTO TERAPÊUTICO O QUE ABRANGE TBÉM OUTRAS ÁREAS ALÉM DA SAÚDE MENTAL...TAMBÉM NEUROLOGIA, APRENDIZADO...
    O QUE ACONTECE, É QUE AINDA ESTOU TENTANDO ME LOCALIZAR QUANTO ÀS AVALIAÇÕES...PORTANTO GOSTARIA DA SUA AJUDA NA MEDIDA DO POSSÍVEL...
    AONDE POSSO ENCONTRAR ESTE MATERIAL, PRINCIPALMENTE TCE, AVC, SÍNDROME DE DOWN E DISTÚRBIO DE APRENDIZAGEM...
    ADOREI O SEU BLOG...TBÉM ESTOU TENTANDO CRIAR UM...BJS

    ResponderExcluir
  11. Cheila, boa tarde!

    Meu nome é Fabricio Pillegi e moro em Ribeirão Preto.Meu pai sofreu um avc há 8 meses, porem o mesmo faz reabilitação uma vez por semana no HC, periodo que eu considero muito pouco.
    Peço a sua ajuda na indicção de profissionais e instituições que atendam gratuitamente ou particulares, pois meu pai necessita de ajuda urgente para que o mesmo possa ter uma vida digna.

    Obrigado!

    ResponderExcluir
  12. Olá Cheila,vc poderia indicar algum lugar aqui em São Paulo para fazer reabilitação gratuita, minha mãe teve um avc há mais ou menos um mes e meio e não temos noção nenhuma onde encontrar. Alessandra Freitas

    ResponderExcluir
  13. MELHOR SITE DE VENDAS http://www.mercadozets.com.br/

    VENDE DE TUDO

    CADEIRA DE ALIMENTAÇÃO

    http://www.mercadozets.com.br/ListaProdutos.asp?texto=cadeira+de+alimentacao&IDCategoria=110

    VENDE DE TUDO TEM BERÇO ELETRONICOS CELULARES TV NOTEBOOK COMPUTADOR ACESSORIOS PARA CARROS BRINQUEDOS ARTIGOS INFANTIS E MUITO MAIS

    ResponderExcluir