Você encontrou assuntos interessantes neste blog?

terça-feira, 12 de janeiro de 2010

Uso de Órteses em Pacientes Acometidos pelo AVC

Órteses são dispositivos aplicados a um ou mais segmentos corporais com objetivos como:

  • estabilizar articulações,
  • compensar fraquezas musculares,
  • prevenir a instalação ou o agravamento de deformidades articulares,
  • manter ganhos de amplitudes articulares obtidos com procedimentos cirúrgicos,
  • reduzir a dor e diminuir parcialmente a sobrecarga em um determinado segmento corporal.

As órteses são confeccionadas em material plástico termomoldável aceitando o formato anatômico do membro envolvido.O Terapeuta Ocupacional além de estar capacitado a confeccioná-la ,também orientará quanto ao seu uso, incluindo higiene e a possibilidade de lesões em áreas de pressão,o que é de suma importância principalmente em pacientes diabéticos.

A órtese de membro inferior mais usada para indivíduos com hemiparesia (dificuldade de movimento em um lado do corpo) é a órtese abaixo do joelho, denominada tornozelo pé.O uso de órtese para membros inferiores deve ser iniciado em fases precoces da recuperação da lesão cerebral com a finalidade de prevenir contraturas e deve se estender através do período de recuperação motora e treino de marcha.

Assim que o paciente começar a andar após uma lesão cerebral, antes de iniciar o uso de órteses, o terapeuta ocupacional deverá realizar uma análise cuidadosa da marcha. Alguns pacientes podem apresentar um ‘pé caído’ como única anormalidade na marcha, enquanto outros podem apresentar joelho instável, ou uma combinação de pé eqüino espástico (que não apoia o calcanhar no chão) e "genu recurvatum" (joelho hiperestendido).

A órtese deverá ser adequada para controlar os desvios presentes na marcha e ajustada de acordo com as mudanças no padrão de atividade motora.

Para indicar uma órtese, o Terapeuta Ocupacional considerará, além dos elementos essenciais que favorecem a marcha, outros fatores que contribuam para maior adesão do paciente ao seu uso, como leveza, durabilidade e conforto.

O tipo de órtese deve ser adequado às características de marcha de cada indivíduo, levando-se em consideração suas expectativas e interesses.

O PROFISSIONAL CAPACITADO A REALIZAR ESTE TIPO DE INTERVENÇÃO É OTERAPEUTA OCUPACIONAL.

Procure um profissional habilitado e devidamente registrado pelo CREFITO.

Um comentário:

  1. é fantástico o trabalho que vocÊs fazem!
    Parabéns pelas postagens!!!
    EDUARDO-ARTUR NOGUEIRA-SP

    ResponderExcluir